Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas Notícias

Descubra como a bibliometria tem facilitado a produção de pesquisas no semiárido!

Na atualidade, a necessidade de uma produção científica contextualizada, coerente com as necessidades sociais e inovadora em suas aplicações, tem requerido aos pesquisadores a utilização de refinadas tecnologias de gestão de dados e informação. Dentre elas, a produção de conhecimento por meio de métodos bibliométricos.

  • Publicado: Sexta, 16 de Julho de 2021, 11h36
  • Última atualização em Sexta, 16 de Julho de 2021, 12h21
  • Acessos: 348
imagem sem descrição.

Através da bibliometria, os conhecimentos produzidos por uma determinada parcela da produção científica, em relação a alguma temática, pode ser visualizados por meio de dados numéricos, que servem para a visualização da geografia e historicidade da produção, bem como base para o entendimento das áreas prioritárias de pesquisa e possíveis lacunas no conhecimento. Tal utilização permite aos pesquisadores um planejamento da pesquisa mais refinado e contextualizado.

O Dr. Thiago Ferreira, doutor em Agronomia (UNESP), faz uso desta tecnologia para melhorar o planejamento de suas pesquisas com tecnologia de sementes e microbiologia, com ênfase no semiárido brasileiro. “Tal proposta permite que pensemos de maneira mais coerente para qual vertente poderemos seguir em nossas pesquisas, tendo em vista a inovação e o desenvolvimento de tecnologias e conhecimentos necessários na atualidade para a região do Semiárido”, acrescenta o Dr. Thiago Ferreira. A imagem representa uma interação das temáticas que interligam os conhecimentos sobre a desertificação no Brasil, evidenciando as conexões com outras temáticas como a caatinga, ação antrópica, degradação, problemas ambientais, etc.

O referido pesquisador faz parte do Núcleo de Desertificação e Agroecologia do Instituto Nacional do Semiárido (INSA), supervisionado pelo Dr. Aldrin Perez. O referido grupo trabalha sobre diversas frentes, como a Tecnologia de Sementes, Recuperação de áreas degradadas, Análise ambiental em áreas de caatinga e, ainda, sobre a interação humana em sistemas agrícolas no semiárido. O INSA é a unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações MCTI, e pesquisa sobre tecnologias adaptadas e sustentáveis para o semiárido brasileiro, visando o desenvolvimento regional.

registrado em:
Assunto(s): bibliometria
Fim do conteúdo da página